Entenda como funciona

O intestino grosso ( cólon ) representa a última parte do aparelho digestivo. Esse tubo mole de aproximadamente 1,50 m de comprimento e de 3 a 8 cm de diâmetro, tem como principais funções:

Eliminação das fezes;
Reabsorção de água e nutrientes;
Contribui com o sistema imunológico ( 80 % do nosso potencial imunológico)
Hospeda a flora microbiana que exerce várias funções importantes. Essas bactérias digerem uma parte da celulose , sintetizam vitaminas ( complexo B e K ) e destroem micróbios e bactérias patogênicas.

Como nos alimentamos em média 3 vezes ao dia , deveríamos evacuar de 2 a 3 vezes ao dia, de preferência após cada refeição como fazem os bebês que ao mamar em seguida evacuam, isso devido ao reflexo gastrocólico .

O tempo médio que deveríamos levar desde a digestão dos alimentos, que começa na boca com a mastigação, até a eliminação do bolo fecal é de 15 a 18 horas. Dos quais 6 horas é apenas no intestino grosso.

Uma alimentação inadequada ou pobre em nutrientes e fibras, estresse físico e emocional, atividades sedentárias e a impossibilidade de realizar atividades físicas com frequência, provocam problemas gastrointestinais, dificultando o processo natural de digestão, absorção e eliminação dos alimentos, causando a tão conhecida prisão de ventre.

Como a estes fatores, não conseguimos manter a média de 2 a 3 evacuações diárias e podemos chegar a acumular matéria não eliminada. Assim, os detritos que deveriam ser eliminados permanecem no intestino grosso e acabam sendo fermentados ou entram em putrefação. Neste processo, produz material tóxico que será reabsorvido pelo organismo. Isto ocorre devido ao aumento da permeabilidade intestinal, ou seja a mucosa do intestino se torna mais permeável quando as células perdem o poder de adesão.

Dentre as toxinas que formam no intestino podemos citar:

Cadaverina; Indol, Escatol; Indicana ( decomposição do triptofano ), Muscarina; Neurina; Ptomatropina, Putrescina ( tetra-metil-enediamine), Septicina;Tetra-metil-putrescina, (alcalóides putrescentes ), Amônia; Sulfeto de hidrogênio; Várias mercaptãs ( geralmente produtos da putrefação de proteínas ); Fenol; Cresol; Ácido butírico; Sepsina; Histamina; Metil-guanidina; Botulina; Sulfemetemoglobina, entre outras.

Aumento da Permeabilidade Intestinal

Ocorre por desorganização no epitélio da mucosa intestinal ou por deturpação na seletividade dos receptores. Substâncias irritantes como o álcool etílico ou produtos químicos contidos na alimentação industrializada ( conservantes, corantes, acidulantes ) podem provocar inflamações locais, assim como o contato da mucosa com substâncias alérgicas.

Fatores que levam ao aumento da permeabilidade intestinal: 

1-Deficiência de fibras na alimentação
As fibras desempenham papel fundamental na manutenção fisiológica do intestino e das vilosidades. Atuam mecanicamente na limpeza da mucosa intestinal, evitando acúmulo de toxinas e resíduos, além de participarem da regulação hídrica do bolo fecal. Assim contribuem para uma evacuação satisfatória. Quanto consumimos pouca quantidade de fibras, compromete esta limpeza, acumulando toxinas e aumentando a permeabilidade intestinal.

2-Disbiose
É a alteração na flora intestinal ou seja perda de espécies da flora normal ( lactobalilos acidóphilus, bifidobacterium, etc ). Pode ser causada por exposição do meio intestinal a bactérias patogênicas ou aos antibióticos, seja na terapêutica ( incluindo Bismuto no tratamento da gastrite por H. pilori ) ou adição de antibióticos como conservante de alimentos ( ex: carnes, etc ).

3-Irritação da mucosa
Aditivos químicos alimentares Conservantes, acidulantes, estabilizantes
Álcool ( destilados ) – altamente irritante para o intestino.
Excesso de condimentos – irritante para a mucosa.
Gastrite – a hipercloridria pode comprometer a mucosa intestinal.

4-Patologias relacionadas ao aumento da permeabilidade intestinal

Alergias alimentares;
Artrite ;
Fadiga Crônica ( CFS );
Doenças inflamatórias intestinais;
Doença de Crohn;
Espondilite anquilosante;
Síndrome de Reiter;
Doença Celíaca;
Esquizofrenia.

 

Intestino Saudável

Rua Carlos Petit, 161, conjunto 71, Vila Mariana
Telefones:  11 – 5084 0506
info@intestinosaudavel.com
www.intestinosaudavel.com


* digite o que você vê na imagem acima.
  • Newsletter

  • Yoga para Olhos

  • Consciência Próspera

  • Recentes

  • Páginas

  • Categorias

  • Jornal Alternativo

    CONTATOS:
    (11) 3063-1115
    jornalternativo@jornalternativonline.com.br