Eric Slywitch é médico (CRM 105.231), especializado em Nutrologia, e é também um vegetariano bastante consciente dos benefícios do Vegetarianismo  para a nossa saúde e para nosso planeta, já que a pecuária tem altíssimo consumo de nossa água e é uma das principais causas do desmatamento em nosso país (sem falar dos gases de efeito estufa causados pelos puns dos boizinhos e vaquinhas).

Desde quando praticava artes marciais, ainda na adolescência, Eric olhava com bons olhos (e bom estômago) para o Vegetarianismo. Experimentou a dieta macrobiótica e depois dietas vegetarianas.
Já era vegetariano quando iniciou a Faculdade de Medicina, onde acreditava que encontraria informações sobre os benefícios do Vegetarianismo. “Infelizmente não encontrei nada nessa área na faculdade”, diz ele.

Já publicou 2 livros – Alimentação sem Carne – Guia Prático e Virei Vegetariano. E agora? e o terceiro será publicado este ano. Atua de forma intensa na orientação de médicos e nutricionistas em cursos de pós-graduação, congressos e na elaboração de materiais didáticos sobre o assunto, sempre baseado em estudos científicos e na experiência prática de consultório que vivencia no dia a dia. Ou seja, Eric alia perfeitamente a prática e a teoria!

Sobre a Sociedade Vegetariana Brasil, onde é Diretor do Departamento de Medicina e Nutrição, Eric conta que há diversos projetos de abrangência nacional e “nosso trabalho está cada vez mais solidificado, especialmente por desenvolvermos ações voltadas não só aos vegetarianos mas também ao público onívoro. E as parcerias montadas ao longo dos últimos anos e a formação de uma equipe entrosada impulsionam as novas propostas de forma concreta e realista.”

Um dos pontos que Eric destaca é a Campanha Segunda sem Carne, “que ganhou abrangência nacional com o apoio da Secretaria do Verde e do Meio-ambiente e da Secretaria de Educação da cidade de São Paulo.
Além das campanhas incentivando as pessoas a descobrirem novos sabores, e a não consumirem carnes, pelo menos às segundas-feiras, desde novembro de 2011 mais de 600 mil alunos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de São Paulo vivem essa realidade, por mudanças implantadas pelo Departamento de Merenda Escolar.
“E em janeiro de 2012 conseguimos o parecer oficial sobre dietas vegetarianas junto ao Conselho Regional de Nutrição. Isso é um grande marco para a consolidação do Vegetarianismo como opção saudável ao ser humano em qualquer fase de vida. (Esse parecer pode ser visto no link: www.crn3.org.br/legislacao/pareceres.php)

“Outro ponto de atuação fundamental da SVB, continua Eric, foi o lançamento do Guia Alimentar de Dietas Vegetarianas. O material foi uma das bases para o parecer do CRN. Esse guia é uma bússola para que o profissional de saúde possa prescrever a dieta vegetariana com segurança, e pode ser acessado gratuitamente no site da SVB: www.svb.org.br

“E a participação da SVB em Congressos para médicos e nutricionistas é outro fato marcante, visando à orientação de profissionais de saúde. A SVB é a única entidade do Vegetarianismo que conseguiu essa entrada em meios científicos, porque sua abordagem também se baseia bastante em estudos científicos.”

Nada nas faculdades de Medicina até hoje!

“O Vegetarianissmo, diz Eric, continua não sendo assunto em cursos médicos (e eu penso cá comigo, embora o patrono dos médicos, Hipócrates, sempre dissesse ‘Que teu alimento seja o teu principal remédio’).
”Conceitos totalmente incorretos sobre propriedades dos alimentos de origem animal dão a falsa impressão de que o reino vegetal é insuficiente para ser utilizado como alimentação exclusiva para o ser humano. Embora centenas de estudos científicos, como mostro em meus livros, demonstrem a eficiência da dieta vegetariana na prevenção e tratamento das principais doenças crônicas degenerativas que acometem a humanidade. Infelizmente esses estudos não são avaliados pela grande maioria das universidades.

“E mesmo nos cursos de Nutrição não há a matéria obrigatória Vegetarianismo. Com o parecer do CRN sobre dietas vegetarianas, a tendência é que isso comece a ser modificado.”

Apesar disso tudo, Eric continua otimista: “Diversas entidades internacionais mostram grande preocupação com o aquecimento global, que tem a pecuária como responsável por, pelo menos, 18% das emissões de gases com efeito estufa. Da mesma forma, muitos estudos mostram que qualquer dieta saudável deve ser baseada em alimentos de origem vegetal. E há também forte indignação de muitas pessoas frente a forma cruel como são criados e mortos animais utilizados para consumo humano. Assim, todos os motivos que levam à dieta vegetariana têm forte impacto na educação, saúde e economia. E como as preocupações nessa área são crescentes, o Vegetarianismo se infiltra em todas elas.”


* digite o que você vê na imagem acima.
  • Newsletter

  • Yoga para Olhos

  • Consciência Próspera

  • Recentes

  • Páginas

  • Categorias

  • Jornal Alternativo

    CONTATOS:
    (11) 3063-1115
    jornalternativo@jornalternativonline.com.br