Sempre achei que o Brasil só anda para a frente porque os pobres, na sua grande maioria, ainda são seres bastante humanos. Classe média é só conversa fiada e pose, e os ricos são poucos (e alguns bem esganados).

Minha mãe tem 91 anos, mora sozinha e, claro, precisa estar sempre acompanhada. E aqui entre nós (não sei se ela vai ler este texto), às vezes não é fácil lidar com ela. Pois as moças que cuidam dela, e que não têm nenhum formação especial para isso, são fantásticas, têm uma paciência que daria inveja ao Jó, e muita dedicação.

E essa também foi a experiência de minha mulher com as moças que cuidaram das tias dela durante mais de 10 anos.

Como essas pessoas nunca aparecem na mídia (só aparecem se fizerem alguma maldade para alguma velhinha), deixo aqui minha homenagem a todas as cuidadoras de idosos (acho que cuidadores devem ser poucos, mas a homenagem fica para eles também). Porque esse pessoal faz gestos de bondade (e não tão pequenos assim) todos os dias. Um viva para elas e eles. O meu viva especial para a Maria, a Geny, a Carminha e a Cida, as cuidadoras de minha mãe.


* digite o que você vê na imagem acima.
  • Newsletter

  • Yoga para Olhos

  • Consciência Próspera

  • Recentes

  • Páginas

  • Categorias

  • Jornal Alternativo

    CONTATOS:
    (11) 3063-1115
    jornalternativo@jornalternativonline.com.br